Bem-vindo à Agência de Desenvolvimento de Juiz de Fora e Região!

Horário de Funcionamento de 13:00 às 19:00

Av. Getúlio Vargas, 455 / 4° andar Centro , Juiz de Fora, MG

(32) 3215.7100(32) 3217.9846

26Nov

JF terá termelétrica a biogás no Aterro Sanitário


por: Jornal Tribuna de Minas

Juiz de Fora deve contar com investimentos da ordem de R$ 13 milhões em duas iniciativas que visam ao desenvolvimento sustentável no municipal. Uma delas é a implantação de um sistema de coleta e tratamento de resíduos da construção civil, iniciativa da Prefeitura, que vai demandar R$ 9 milhões em recursos do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG). A outra é a construção de uma termelétrica, orçada em R$ 4 milhões, capaz de produzir energia a partir do aproveitamento do biogás (material orgânico em decomposição, constituído por gás metano) liberado no Aterro Sanitário Municipal.

Os anúncios foram feitos ontem pelo secretário de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, André Zuchi, durante a II Conferência sobre Desenvolvimento Sustentável de Juiz de Fora, realizada no Colégio Granbery. Segundo ele, a construção da termelétrica é uma iniciativa da empresa de capital português ValorGás Energia e Biogás. O representante da empresa, José Avelino, explica que o projeto está em fase de obtenção de licenciamento ambiental. A partir de uma "joint venture" com a Vital Engenharia, administradora do aterro, foi construído o projeto.

De acordo com Avelino, a intenção é construir a termelétrica, de alta tecnologia, em três meses. Na primeira fase, devem ser produzidos 1,4 megawatts, a serem ofertados no mercado livre de energia. Segundo o executivo, no país, há apenas cinco usinas instaladas com esta finalidade. A de Juiz de Fora seria a segunda do estado. A primeira está localizada em Belo Horizonte.

Já o Plano de Resíduo da Construção Civil consiste na disponibilização de um sistema de coleta e aproveitamento do material descartado pelo setor. Segundo Andre Zuchi, serão instalados 15 equipamentos para recolhimento do entulho na cidade. O material será reciclado em uma usina que será construída para este fim e posteriormente vendido à própria Prefeitura e outros compradores interessados. A expectativa de Zuchi é que o projeto seja implementado em 2013. A iniciativa integra o Plano Municipal de Resíduos Sólidos, em fase de elaboração. O secretário enumerou, ainda, outras iniciativas neste sentido, como a implantação do Plano Municipal de Saneamento, a perspectiva de investimento de R$ 140 milhões em tratamento de mais de 90% do esgoto produzido na cidade, além da criação de plano de incentivo à coletiva seletiva e de obras de drenagem na Zona Norte.

Debate

Presente ao evento, o diretor da Faculdade de Economia da UFJF, Lourival Batista de Oliveira Júnior, falou sobre a perspectiva de desenvolvimento sustentável para a Zona da Mata. Para ele, a destruição do capital natural afeta a produtividade. Ele identifica o início de ações para reverter este quadro, como a Agenda Regional de Desenvolvimento da Zona da Mata. O economista destacou a importância do associativismo, de os municípios aproveitarem as suas potencialidades, do uso responsável de culturas exóticas, como o eucalipto, e da potencialidade econômica da agricultura não predatória.

Também participaram do encontro o deputado federal Marcus Pestana, o superintendente Regional de Regularização Ambiental da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Leonardo Schuchder, o diretor da Associação das Nações Unidas do Brasil (Anubra), Rodrigo Hajjar, o assessor de Inovação e Desenvolvimento Sustentável do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG), Carlos Fernando Vianna, entre outros.

Essencis investe R$ 30 mi em unidade local

Durante a conferência, o secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, André Zuchi, também confirmou a inauguração da empresa Essencis Soluções Ambientais em Juiz de Fora no próximo ano. "O empreendimento já recebeu a licença ambiental da Superintendência Regional de Regularização Ambiental (Supram) e as obras começam em janeiro."

De acordo com o gerente comercial da empresa, Ângelo Gondim, estão sendo investidos R$ 30 milhões no empreendimento, que será instalado em um terreno na BR-040, próximo ao distrito de Paula Lima. Para a realização das obras, cerca de cem profissionais estão sendo contratados. "Devemos encerrar o projeto no primeiro trimestre e pretendemos iniciar as atividades a partir de junho de 2013." O supervisor operacional da Essencis, Márcio Vasconcellos, adianta que a sede da empresa irá empregar cerca de 20 colaboradores no primeiro ano de atuação. "Trabalhamos com gestão ambiental, tratamento e destinação de resíduos. Abriremos vagas para as áreas de engenharia e, também, cargos administrativos."

A instalação na cidade, segundo Gondim, foi estudada no planejamento de expansão da empresa. "Temos unidades nos estados de Santa Catarina, Paraná, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e, em Minas Gerais, na cidade de Betim. A escolha da segunda sede em Juiz de Fora se deu após constatarmos o nível industrial avançado da Zona da Mata e a rota em que a cidade está inserida, próxima aos grandes centros


Últimas Notícias



Galeria de Fotos