Bem-vindo à Agência de Desenvolvimento de Juiz de Fora e Região!

Horário de Funcionamento de 13:00 às 19:00

Av. Getúlio Vargas, 455 / 4° andar Centro , Juiz de Fora, MG

(32) 3215.7100(32) 3217.9846

09Ago

Azul quer retomar voo JF-BH


por: Tribuna de Minas

Juiz de Fora pode voltar a ter voos comerciais para Belo Horizonte a partir do próximo mês. A Azul Linhas Aéreas Brasileiras pediu autorização à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) para operar conexões diretas entre o Aeroporto Francisco Álvares de Assis (Serrinha) e o Aeroporto Internacional Tancredo Neves (Confins). A solicitação foi feita na última sexta-feira, 2 de agosto, e segue em análise pelo órgão regulador. Caso seja aprovada, as operações têm início previsto em 23 de setembro.

De acordo com a companhia aérea, a proposta é realizar quatro conexões regulares durante a semana, com exceção dos sábados. De segunda à sexta-feira, está previsto voo partindo de Confins às 8h57 com chegada em Juiz de Fora às 9h50. No sentindo contrário, o embarque seria feito às 10h15 com pouso na capital mineira às 11h18. Já na parte da tarde, o plano da companhia é que a decolagem em Confins aconteça às 17h19 e o desembarque no Serrinha, às 18h10. O voo partindo de Juiz de Fora seria às 18h35 com pouso às 19h30 em Belo Horizonte. Os voos realizados na parte da tarde também serão operados aos domingos.

Interrupção

Até maio deste ano, Juiz de Fora possuía conexão aérea com a capital mineira. A Trip Linhas Aéreas, empresa que fundiu-se com a Azul no ano passado, realizava voos diretos do terminal do Serrinha com destino ao Aeroporto da Pampulha. Depois que a Azul decidiu transferir os voos feitos no Aeroporto Presidente Itamar Franco, entre Goianá e Rio Novo, para o terminal juiz-forano, as linhas para Belo Horizonte e Guarulhos (SP) foram suspensas. A decisão desagradou os moradores da Zona da Mata, que ficaram sem voos comerciais no Itamar Franco e com apenas três conexões diárias no Serrinha, tendo o aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), como único destino.

Segundo a assessoria da Azul, a decisão de retomar a linha Juiz de Fora-Belo Horizonte se deu porque "Minas Gerais é um dos mais importantes estados para as operações da companhia", declarou em nota. A troca do terminal da Pampulha pelo de Confins como destino dos voos não foi justificada. A empresa apenas destacou que o aeroporto Tancredo Neves é um dos principais terminais onde opera. "Por meio dele, a Azul realiza não só voos regionais dentro do estado, como também, para todas as regiões do país, facilitando as conexões." Só no Brasil, a companhia realiza voos para 14 cidades localizadas em Minas Gerais, Alagoas, Bahia, Distrito Federal, Goiás, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, São Paulo e Sergipe partindo de Confins, conforme informações da assessoria. A possibilidade de retomar a linha Juiz de Fora-Guarulhos não foi confirmada pela empresa.

Para o secretário municipal de Transporte e Trânsito, Rodrigo Tortoriello, a retomada da conexão aérea entre a cidade e a capital mineira é uma decisão muito positiva para a região. "Ainda não fomos comunicados oficialmente sobre a intenção da empresa, mas ficamos muito satisfeitos e esperamos a aprovação da Anac para que tudo dê certo." Ele ressalta que Belo Horizonte é um dos destinos mais procurados pelos juiz-foranos. "Quando tínhamos voos diretos para lá, a taxa de ocupação era de 70%." Na época, o avião utilizado era o AT43 com capacidade para 45 lugares.

Por meio de sua assessoria, a Anac detalhou que a solicitação da Azul é para operar aeronaves do modelo AT72 com capacidade para 70 lugares. "A agência está analisando o pedido da companhia, que sugeriu 23 de setembro como previsão de início das operações. Mas ainda não temos a data em que a decisão será divulgada", diz a nota.

 


Últimas Notícias



Galeria de Fotos