Bem-vindo à Agência de Desenvolvimento de Juiz de Fora e Região!

Horário de Funcionamento de 13:00 às 19:00

Av. Getúlio Vargas, 455 / 4° andar Centro , Juiz de Fora, MG

(32) 3215.7100(32) 3217.9846

14Mai

Artigo Situação do Aeroporto


por: Tribuna de Minas

 

O recente anúncio da Azul Linhas Aéreas sobre a intenção de deixar de operar no Aeroporto Itamar Franco e eliminar os voos para Guarulhos e Belo Horizonte, que pegou a todos de surpresa, continua provocando indignação geral na região. Na última reunião de parceiros da Agência de Desenvolvimento de Juiz de Fora e Região (ADJFR), realizada no dia 9 de maio, no auditório do Banco do Brasil, reforçamos nosso repúdio à decisão da Azul. Não podemos ficar à mercê de empresas que tratam nossa região de forma oportunista. O aeroporto é estratégico para o desenvolvimento da Zona da Mata, e milhões foram investidos - tanto pelos governos federal e estadual quanto pela Multiterminais e pelo empresariado local- e não podem ser jogados no lixo.

Como podem dizer que a região não é economicamente viável para o setor aéreo? Desde a inauguração do aeroporto, foram realizados 2.117 voos regulares e 546 voos executivos. No Aeroporto da Serrinha, em 2012, foram realizados 4.113 voos. Em 2013, até abril, mais 808 voos, totalizando 50.930 passageiros embarcados em 2012 e 11.955 embarques em 2013. A Multiterminais anunciou, no dia 10 de maio, que o local estará apto a despachar cargas para importação e exportação em julho. Podemos, sim, ser referência nacional como exportadores, pois estamos no coração do Sudeste, entre as três principais capitais do país.

A ADJFR, que engloba mais de cem empresas da Zona da Mata, também está mobilizando seus parceiros, cobrando das autoridades um posicionamento e medidas que permitam reverter este quadro. Não podemos deixar este retrocesso acontecer, nem ficarmos reféns de contratos que prejudiquem o desenvolvimento de toda a região. Quando houve a união da Azul e da Trip, acreditou-se que isso fosse representar melhorias. A união causou euforia, pois, como parceiras, poderíamos desembarcar no Aeroporto Itamar Franco quando da falta de teto no Serrinha, mas não foi o que ocorreu, e sim uma cartelização extremamente prejudicial à nossa região. A Prefeitura e o Governo do estado devem romper o contrato com estas empresas pelo dano causado e abrir licitação para outras que nos respeitem.

O anúncio do Governo federal, no último dia 29 de abril, quando a presidente Dilma Rousseff reafirmou que a União vai subsidiar passagens aéreas em voos regionais para que os preços se tornem competitivos, é mais um fio de esperança na continuidade do funcionamento do Aeroporto Itamar Franco. Isso, com certeza, vai estimular o setor aéreo nacional. Por que isso não aconteceria em nossa região?

 


Últimas Notícias



Galeria de Fotos