Bem-vindo à Agência de Desenvolvimento de Juiz de Fora e Região!

Horário de Funcionamento de 13:00 às 19:00

Av. Getúlio Vargas, 455 / 4° andar Centro , Juiz de Fora, MG

(32) 3215.7100(32) 3217.9846

21Jan

40 cachaças da região são certificadas


por: Tribuna de Minas

Em busca de novos mercados dentro e fora do país, produtores mineiros de cachaça têm se preocupado em tirar a produção da informalidade. Segundo dados do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Minas Gerais fechou o ano de 2012 com um total de 251 marcas de cachaças certificadas pelo órgão, sendo 40 destas produzidas na Zona da Mata. O número é 16,2% maior do que o alcançado em 2011, quando 216 receberam o registro.

Para o gerente de certificação do IMA, Marco Antônio Vale, o interesse dos produtores mineiros tem aumentado por conta da proximidade das realizações de grandes eventos no país. "Temos a proposta de divulgar o café, o queijo e a cachaça como os produtos tradicionais do nosso estado. Serão grandes oportunidades para geração de negócio e conquista de novos mercados consumidores", avalia. No calendário de eventos atrativo para os produtores estão a reunião da Organização Mundial do Café (OIC) em Belo Horizonte e a Copa das Confederações, que serão realizadas ainda este ano, a Copa do Mundo, em 2014, e as Olimpíadas, em 2016.

Atualmente, explica Vale, a cachaça mineira tem os estados de Rio e São Paulo como principais consumidores. "O número de exportações é incipiente. Nosso maior comprador lá fora é a Alemanha, também vendemos para Itália e Inglaterra. Mas é algo que chega a 200 mil litros por ano."

O volume, segundo ele, é pequeno perto da produção. "Ainda temos um longo caminho a percorrer. Temos cerca de 9 mil alambiques no estado e quase 90% continuam sem certificação", ressalta.


Últimas Notícias



Galeria de Fotos